[Black Metal em Curitiba] dos anos 1990 até a atualidade – Parte III: Anos 2000 (ato III)

Essa é quinta parte sobre o Black Metal em Curitiba. Confira também a primeira, segunda, terceira e quarta parte.

Alocer

Alocer foi formada em 2000, possuindo várias formações diferentes ao longo de sua trajetória no underground, com Shemramforash sendo o único membro permanente. Algumas características que podem ser atreladas a esta respectiva banda: primeiro que sempre teve mulheres como vocalistas nos seus lançamentos, segundo que não teve só uma localidade como base ao longo de sua trajetória e, em terceiro e último, deve ter sido uma das primeiras bandas brasileiras de Black Metal underground a lançar um videoclipe, no ano de 2003.

Musicalmente, a Alocer é uma banda de Black Metal com influências da segunda onda de Black Metal, mesclando elementos raw e teclados, além de vocais rasgados e em algumas partes puxadas ao sinfônico. No que concerne aos tempos usados, são bastante explorados tempos médios e rápidos, com quebras constantes nos riffs. O principal álbum, “By Triumph of the Eternal Conquest”, de 2001, foi o marco mais importante da banda, consolidando reputação na cena.

Alocer com uma formação mais recente.

Impetus Maleficum

Impetus Maleficum originou-se em 2004, lançando uma demo intitulada “Adventus Temeratum”, no mesmo ano, pela Wolfshade Records e dois álbuns: “Necro Culto”, em 2010 e “Mortis Asylum”, em 2013, pela Nyarlathotep Records.

A banda teve várias formações até seu fim em 2017, só com o vocalista, Militibus Profanus, o único músico constante ao longo de sua história. Sonoramente, consiste em músicas de médio e rápido tempo, puxando para uma vibe do Heavy Metal oitentista, mas persistindo com características do Raw Black Metal dos anos 1990. O grupo teve sua importância ao longo dos anos, com realizando diversos shows além de vários membros permeando por outras bandas da cena extrema.

Detalhe da capa do álbum “Necro Culto”.

Pillars of Empire

4-way split LP com Aqueronte, Goat Vengeance, Pillars of Empire e Sheitan.

Surgiu em 2006, formado por Lokiam Satanas (ex-Amen Corner, ex-Doomsday Ceremony), Mortum (ex-Amen Corner, ex-Aqueronte, ex-Profane Souls), Danda (Archityrants, Blackmass, ex-Vae Solis, ex-Amen Corner, ex-Doomsday Ceremony) e Ogaith, e continua realizando shows em Curitiba.

Lançou um split denominado “Brazilian Evil Legions Attack” com as bandas Aqueronte, Sheitan e Goat Vengeance, no mesmo ano, pela Demon’s Pride Productions. A sonoridade do Pillars of Empire consiste em um Black Metal com tempos rápidos e médios, com mudanças rítmicas constantes, uso extensivo de blast beats; além influência de segunda onda.

Outras bandas

Entre outras bandas que tiveram presença no Underground de Curitiba no final dos anos 1990 e ao longo dos 2000, estão: SonDamnned, Vae Solis, Lado Obscuro, Ars Notoria, Funeral Winterdust, Reverennce e Blooddawn.

Amen Corner nos anos 2000

“Lucification”: álbum lançado em 2007.

Em 2003, o Amen Corner voltou à ativa sem a presença de Sucoth Benoth. Murmúrio começa a compor novas músicas em conjunto com Total War Naberus Erthal, completando a nova formação com Lokiam Satanas War Commander nos vocais, Solfieri no baixo e Danda Diabolicum Imperatus na bateria.

Esta formação realizou diversos shows e, ao longo dos anos 2000, além de lançarem um álbum intitulado Lucification em 2007 pela Maléficas. Musicalmente houveram mudanças em diversos fatores nesse álbum, principalmente ao que concerne a sonoridade.

No Lucification foram exploradas músicas de tempo médio para rápido, com uso de Blast Beats frequente, além de maior agressividade nos riffs, porém, com continuidade das mesmas características básicas presentes nos álbuns dos anos de 1990. Segundo aspecto foi ser o primeiro álbum do Amen Corner gravado em tecnologia digital, resultando em uma produção muito limpa.

Este álbum foi relançado pela Mindscrape Music em dezembro de 2017 para celebrar os 10 anos do lançamento. No ano de 2008, Sucoth Benoth volta ao Amen Corner e toda a formação é reformulada, realizando diversos shows, inclusive abrindo para o Marduk e Vader no mesmo ano. Nesta mesma época começaram a sair os relançamentos dos álbuns clássicos dos anos de 1990.

Aguarde a continuação

Continue acompanhando nosso blog e aproveite para deixar um comentário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *