[Black Metal em Curitiba] dos anos 1990 até a atualidade – Parte 4.1: Anos 2010

Essa é sexta parte sobre o Black Metal em Curitiba. Confira também as outras partes:

Anos 2010

Com os anos 2010, uma nova caracterização do Black Metal ocorre na cidade de Curitiba. Gerações mais novas começaram a formar bandas e lançar seus registros, estando presentes novas influências de Black Metal desenvolvido mundialmente ao longo dos anos de 2000 e 2010. 

Sem perder as raízes, as bandas clássicas dos anos 1990 continuaram seus trabalhos, lançando seus álbuns e propagando a influência da cena de Curitiba no Brasil e no mundo.

Entre estas novas influências estão o Depressive Suicidal Black Metal, Dark Metal, Atmospheric Black Metal, Noise e a Terceira Onda de Black Metal.

Blackmass

Blackmass originou-se na cidade de Cascavel em 2001, sendo formado por um ex-membro do Kreditor, Lord Aeshma (ex-Pactum, ex-Kreditor), uma banda de Black/Death Metal dos anos 1990. Ao longo dos anos 2000 lançou dois álbuns (“Gloria Diaboli” e “Nemesis”), uma EP (“Episculum, Servo Servorum Satanii”) e uma demo (“Diabolical Ritual”).

“Gloria Diaboli”, primeiro álbum da banda Blackmass

Consiste em uma banda de raízes da segunda onda, porém com sonoridade típica do Black Metal da Suécia, em geral com músicas de tempo rápido. Em 2009 Lord Aeshma transfere a banda para a cidade de Curitiba, tendo várias formações e realizando muitos shows desde então.

No ano de 2019, Blackmass anuncia a parceria com o selo Mutilation Records para o lançamento de seu terceiro álbum intitulado “Enthroned Legion”. Além de Lord Aeshma, a formação conta com D. Katharsis na guitarra (Svatan, ex-Evilwar, Geburah Ecce, ex-Alocer), Danda na bateria (Archityrants, ex-Vae Solis, ex-Pillars of Empire, ex-Amen Corner, ex-Doomsday Ceremony), Ondska (ex-Opus Inferii) e Vintras (ex-Opus Inferii, ex-Furiatak, ex-Insanum, ex-Ossuarium).

Teratology

Teratology surgiu na cidade de Curitiba no ano de 2012, consistindo na seguinte formação: Nero (ex-Opus Inferii), Gauche (ex-Rise in Hatred) e Adriel, com Diego entrando posteriormente na bateria, possibilitando Gauche exercer a função de guitarrista solo desde então. 

Uma das bandas mais interessantes surgidas neste período, lançou uma demo intitulada “Rodia” pelo selo ucraniano Depressive Illusions Records em 2014. Musicalmente, a banda relacionou elementos de Raw Black Metal com Dark Metal, constituindo uma sonoridade suja, agressiva e brutal; além de explorarem tempos rápidos e lentos. Liricamente abordava temas relacionados ao niilismo, filosofia e insanidade, algo que só foi mais presente na cena nos anos de 2010. Realizaram shows na região e até em Santa Catarina, porém encerraram suas atividades no ano de 2016.

Mizmor 6.66

Mizmor 6.66 originou-se no ano de 2012, consistindo em um Power Trio: Kazyklu Bey no vocal, P. Destruction (ex-Alocer, ex-Barrabás, ex-Sacrifício Sumério) na guitarra e Black Warrior (ex-Pillars of Empire, ex-Profane Souls) na bateria. Com esta formação foram lançadas duas demos, “Marchando em Nome de Satanás” e “Tehilim” no ano de 2012. 

Analisando a parte sonora, a banda explora tempos médios e rápidos, afinações mais baixas e som mais sujo. As letras são em português, abordando temas blasfêmicos, e a imagem é extrema, com uso de pregos, munição e Corpse Paint. 

Cipriano

Cipriano surgiu em 2016, sendo formado por quatro membros: Warmaster nos vocais, Solus Lupus (Alcoholic War, Nocturnal Force, Sacrifício Sumério, Sallem) na guitarra, Taraksin (Sallem) no baixo e Lord Andras (Retaliação Infernal, ex-Aqueronte, ex-Axecuter, ex-Berne, ex-Chubasa, ex-CrotchRot) na bateria. 

Possui uma demo intitulada “Servos de Berwick”, lançada pela Balrogh Records. Sua sonoridade é extremamente Raw e Speed, sendo influenciada por bandas como Darkthrone, Judas Iscariot, Satanic Warmaster, Velho, além de outras da chamada Terceira Onda de Black Metal. As músicas são rápidas e a qualidade de gravação é suja, características clássicas de bandas do tipo. O idioma português é usado para as letras. 

Noirgale

Noirgale é uma banda de Black Metal com influências de Depressive Suicidal e Atmospheric Black Metal. Surgiu no ano de 2015 com N (Angustifolia) tocando todos os instrumentos. Não existem muitas informações sobre a banda, mas entende-se que houve a transferência de sua localidade para São Paulo

Musicalmente concerne em um Black Metal rápido, com a proposta de constituir uma atmosfera hipnótica e depressiva. Possui similaridades com grupos como: Make a Change… Kill Yourself, Woods of Desolation, Nocturnal Depression, Austere, entre outras. Para quem gosta do gênero, é indicável ouvir esta banda, a qualidade de composições e gravações são boas

Niriti

Niriti surgiu por vota dos anos 2010, consistindo em uma One Man Band de Michael Wilseque. Musicalmente explora um tipo de Atmosferic Black Metal, mesclando características de bandas rápidas da Segunda Onda e elementos atmosféricos com uso de teclado. 

Possui algumas similaridades com Burzum clássico, Woods of Desolation e Gris. Ainda assim, é uma banda difícil de ser rotulada, pois explora elementos do gênero Black Metal além de alguns elementos experimentais

Suas músicas têm tempos rápidos, médios e lentos. Sobre a qualidade de produção e gravação: são boas e bem constituídas para o gênero. É uma banda híbrida, que explora bem as qualidades de grupos clássicos de segunda onda junto com conceitos e formas novas.

Aguarde a continuação

Enquanto isso, deixe um comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *